CdM #14: Por Sasha, por Frota, contra a hipocrisia

Em 2011 uma moça chamada Sasha Grey foi a uma escola americana ler para crianças. Tratava-se à época de uma participação usual em um programa chamado “leitor convidado” em uma escola em Compton, no estado da Califórnia. Esse fato não seria notado por mais de meia dúzia de pessoas, porém apareceu na mídia do mundo todo. Por que? Porque Sasha Grey é uma das atrizes pornô mais ilustres do mundo.

sasha-grey-mancheteVocê conhece o mundo onde vive, por isso não preciso descrever quanta polêmica foi gerada em torno de uma simples iniciativa de ler para a garotada. Eu concordei com todos que se revoltaram com tamanha hipocrisia, afinal tenho certeza que muitos dos pais que acharam isso um absurdo consumiam os produtos relacionadas à Sasha. Se os pais punhete.. que consomem cinema adulto podem criar seus filhos e dar aula, por que a moça — cujo emprego é legítimo e tem tanto valor quanto qualquer outro — não podia participar de uma leitura voluntária?
Sasha Grey reiterou que continuaria lendo para crianças, pois tem personalidade. O Mercador apoia.

Hoje, 4 anos e meio depois do emblemático caso Sasha, acordei e abri o Facebook. Sempre dizem que a história se repete, eu não acredito, mas dias como hoje quase me convencem disso.

alexandre-frota-mancheteVeja que a semelhança é bem razoável, Frota foi um ator pornô conhecido, mas a reação não foi a mesma por parte dos que anteriormente defenderam Sasha.

padrao-frota

Seria o padrão Fifa superior ao padrão Frota, como a imagem acima sugere? Só eu percebo a patente discriminação?
Então convido o leitor à reflexão. Será que aqueles que à época defenderam o direito — e louvável iniciativa — de Sasha Grey em ler para crianças, mudaram de ideia após 4 anos e meio? Atores pornô seriam indignos de falar de educação e política? Ou será que o discurso de igualdade e respeito não passa, na boca de alguns, de uma retórica politicamente interessante mas sem alma? Colegas, sinto de longe o mal cheiro da hipocrisia.
A conclusão é sua.

O Mercador acha que atores pornô são profissionais como qualquer médico ou engenheira, e merecem respeito por isso e por serem seres humanos. Aparentemente o ministro da educação concorda comigo.
Aproveito para deixar o link para o canal do Alexandre Frota no YouTube, permitido para menores de 18 anos e passível de ser visto em horário comercial inclusive, repleto de entrevistas.

Continue Lendo

Uber e a Essência do Capitalismo A revolução tecnológica da última década modificou relações econômicas. O Uber é um exemplo disso e vem incomodando alguns, mas não clientes....
CdM #17: Chapecoense imortal Uma tragédia sem precedentes vitimou a equipe da Chapecoense, retirando-os da vida para imortalizá-los na história.
CdM #8: “Eu faço dinheiro estudando a burrice humana” Carl Icahn seria homem mais rico do mundo se fosse brasileiro.

Newsletter do Mercador

Receba conteúdo exclusivo por e-mail

Respeitamos sua privacidade e não mandamos spam. Você pode cancelar sua inscrição quando quiser.

Categorias: Coluna do Mercador

Tags:

Deixe um Comentário

2 Comentários em "CdM #14: Por Sasha, por Frota, contra a hipocrisia"

avatar
Ordenar por:   mais novo | mais antigo | mais votado
john
Visitante

Você está comparando ler para crianças (algo que qualquer não analfabeto consegue fazer) com ter um horário na agenda do ministro da educação (que deveria estar lotada com pessoas de currículo louvável)? Tudo isso para defender o PMDB, serio? kkkk

Imagina se o presidente de uma grande rede de ensino particular iria abrir espaço na agenda para o senhor que se reuniu com o ministro da educação – exceto se pagasse, claro.

wpDiscuz