CdM #12: Venezuelanos estão caçando cachorro para comer

A vida dos venezuelanos não anda fácil no paraíso socialista liderado pelo maestro político Nicolas Maduro.

Com uma economia totalmente descoordenada a escassez privou a população de produtos básicos, e isso não é de hoje. Posso falar com propriedade sobre o tema, pois conheço pessoalmente parentes de venezuelanos que moram fora do país e, sempre que vão visitar seus familiares, levam uma mala cheia de papel higiênico e produtos de higiene pessoal.
Ficar sem papel higiênico pode parecer suportável, afinal é só sair do vaso e passar uma água, mas Maduro transcende esse nível limitado de explicação. Segundo ele “papel está faltando porque a população anda comendo mais“. Um gênio, como não pensamos nisso antes.

Veio então a escassez de cerveja. Limpar a bunda com a mão ok, mas ficar sem cerveja? Difícil.

racionamiento-venezuelaA próxima praga do socialismo foi a falta de energia elétrica, algo que aconteceu aqui no Brasil por alguns minutos — e não se repetiu porque nossa indústria está desintegrando.
Maduro, o homem que justificou a falta de papel higiênico como consequência do excesso de apetite de seu povo, não nos decepcionaria. Eles simplesmente cortam o fornecimento de energia por 4 horas diárias e o problema está resolvido, lógico, regime energético. Como são camaradas, fazem isso no meio do expediente para que o pessoal vá para casa mais cedo.

Com escassez de alimentos, produtos de higiene, sem cerveja e no escuro, a revolta cresce. No entanto lá é um pouco mais difícil de ir protestar na Paulista, afinal “golpistas” são tratados na bala de aço. Tenso.
Mas por que o exército desce bala nos manifestantes? É porque eles não passam pelos mesmos perrengues do cidadão comum, até supermercado particular eles possuem. Veja só que beleza, esse é o socialismo real, todos são iguais mas uns mais iguais do que os outros.

Com a sacola de truques vazia, Maduro tira soluções um pouco mais enérgicas: tomar fábricas e prender empresários.
Segundo o presidente, a próxima medida será sumir com a Assembleia Nacional, composta pela oposição e “causando problemas” para a democracia autoritária madurenha.
Ora, é um show de democracia e respeito à cidadania! Depois que o Mercador dá risada quando lê que Venezuela e Cuba denunciaram “retrocessos democráticos” no Brasil, o chamam de reacionário.

O ambiente deve estar tranquilo. Sem papel higiênico, sem comida, sem pasta de dentes, sem cerveja, no escuro; se sair para reclamar, bala; se tentar produzir algo, vai preso e perde a fábrica. Dias difíceis, imagino.
Lá estavam então os venezuelanos sentados na calçada, refletindo sobre as vantagens do paraíso socialista, quando de repente o estômago roncou… e na rua passou um cachorrinho, a fome era tanta que o totó parecia um hambúrguer! Qual a ideia?
Não estou brincando, e inclusive conferi a informação em mais de um jornal, em mais de um idioma.
Venezuelanos estão caçando cachorros, gatos e pombas para comer!

venezuelanos-caçam-cachorros-1

venezuelanos-caçam-cachorros-2

venezuelanos-caçam-cachorros-3

Ao jornal The Guardian — o mesmo que tratou o impeachment como “uma bagunça” e afirmou que o sistema político deveria estar no tribunal no lugar de Dilma — eu gostaria de perguntar se o caos na Venezuela ainda está pouco, ou se precisa de mais para configurar um apocalipse econômico. Veja a reportagem de 2013 abaixo, redigido com a típica arrogância progressista, e treine seu inglês.

guardian-venezuela-apocalipse

Maduro disse que o chavismo venceria, e ele tinha razão.
Venceu, e quem perdeu foi a população inteira, que provavelmente terá de derramar sangue para recuperar sua dignidade.


Bônus:
Se tiver estômago, dê uma olhada nessas fotos de um hospital na Venezuela.

Complemento didático, porque o Mercador também é cultura:
Dilma teve seu mandato cassado.
Para almoço, cachorros são caçados na Venezuela.

Continue Lendo

Dilma 2 e a Crise Política: o viés econômico Incapazes de reagir a uma crise política sem precedentes, Dilma e sua trupe agonizam. Como chegamos até aqui? Entenda o viés econômico da crise políti...
CdM #7: Petrobras queima dinheiro com auditorias "Petrobras já gastou mais com auditoria do que recuperou com Operação Lava Jato", afirma a Coluna do Estadão. Por que será?
CdM #9: O pós Cunha Quais motivações levaram Teori a decidir pelo afastamento de Eduardo Cunha? O que esperar da Câmara sem seu mais polêmico articulador?

Newsletter do Mercador

Receba conteúdo exclusivo por e-mail

Respeitamos sua privacidade e não mandamos spam. Você pode cancelar sua inscrição quando quiser.

Categorias: Coluna do Mercador

Tags:

Deixe um Comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar
wpDiscuz